Não é verdade imaginar que somos purificados automaticamente das associações satânicas do passado, ou que nos tornamos imunes das conseqüências de nossas ações no presente. As forças sobrenaturais guerreiam constantemente, mente, emoções e no corpo, buscando obter o controle. A salvação não exime ninguém dessa batalha; somente nos capacita para vencê-la.
O corpo torna-se mais vulnerável ao ataque quando o espírito está enfraquecido por causa do pecado, negligência, ou rebelião. Os problemas de saúde freqüentemente estão enraizados na atividade demoníaca. Os crentes também estão sujeitos a desequilíbrios emocionais e à enfermidade. Ceder nossos pensamentos ao inimigo constitui um convite para opressão e manifestação demoníaca, o que ele aceita prontamente. É por isso que somos encorajados a levar cativo todo o entendimento à obediência de Cristo 2 Coríntios 10:5. Não é bíblico acreditar que a atividade espiritual ocorra fora do corpo do crente.
As crianças adquirem as bênçãos e as maldições para as quais os pais se qualificam até a terceira e quarta geração. Ficamos abertos a um possível ataque por causa dos pecados de nossos antepassados. Deus pronunciou maldições sobre os rebeldes e sobre seus descendentes. No caso de alguns pecados, a maldição alcança até a décima geração, como é o caso dos bastardos. Deuteronômio 23:2
Essas maldições hereditárias, ou penalidades para o pecado, podem ser reforçadas pelos demônios. Dependendo da natureza da ofensa, os espíritos malignos podem trabalhar nas vidas dos descendentes para duplicar as transgressões dos pais e trazer a miséria da punição. O alcoolismo, a lascívia e todos os tipos de perversão, rebelião e o envolvimento com o ocultismo são exemplos comuns. As maldições herdadas dos pais e dos antepassados podem ser quebradas no nome de Jesus Cristo, pois as Escrituras declaram:
“Portanto, agora nenhuma condenação há para os estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.” Romanos 8:1-2.
Declarar a si mesmo livre da maldição da Lei de acordo com a Palavra de Deus, no nome de Jesus, destrói qualquer posição que Satanás tenha adquirido por causa dos pecados dos nossos pais e deixa os demônios sem posição pela qual possam permanecer. É importante que todas as maldições hereditárias sejam quebradas dessa forma. Não é necessário conhecer os detalhes das maldições hereditárias para quebrá-las. Quando os detalhes são suspeitos, como é o caso em que um antepassado esteve envolvido em uma religião ocultista como a feitiçaria, Maçonaria ou Catolicismo Romano, a maldição da idolatria deve ser quebrada especificamente nessa área. Caso contrário, um pronunciamento geral para quebrar todas as maldições hereditárias no nome de Jesus Cristo deverá ser suficiente. Novamente, se houver uma indicação de uma servidão ocultista similar àquela de um antepassado, a persistência em quebrar as maldições hereditárias na área específica pode ser necessária.
As maldições proferidas podem ser simples frases negativas, ou poderosos feitiços ou encantamentos pronunciados por bruxas e outros praticantes do ocultismo. De ambas as formas, o Diabo faz seu trabalho para garantir que elas venham a acontecer nas vidas das pessoas. Elas podem ser enfrentadas com afirmações positivas e renúncias, seguidas pela expulsão dos demônios acompanhantes.
As maldições funcionam por meio da transferência do acesso secular aos espíritos demoníacos. Os demônios estão restritos ou recebem acesso aos homens de acordo com as leis espirituais estabelecidas por Deus. Embora tenhamos apenas um conhecimento limitado dessas leis espirituais, compreendemos a partir da leitura das Escrituras que elas existem. O livro de Jó nos dá certo entendimento do funcionamento dessas leis, nos Capitulos 1 e 2.
O que restringe uma pessoa de tomar ações contra outra pessoa são basicamente as leis seculares. O homem, no entanto, pode atacar outro homem se estiver disposto a arcar com as conseqüências previstas na lei, ou se puder escapar da lei. Como o homem não está restringido pelas leis espirituais do mesmo modo que estão os espíritos demoníacos, se houver uma alocação de acesso do homem aos espíritos demoníacos, esses demônios, que de outro modo estariam restringidos pelas leis espirituais de Deus, poderão atacar o homem.
serpente
Os homens podem implementar o acesso demoníaco a si mesmos ou a seus descendentes por meio de juramentos ou compromissos feitos por meio da idolatria ou envolvimentos imorais. Os homens também dão aos demônios acesso contra outros por meio de maldições, ou até orações feitas para controlar outras pessoas. Deus não honrará as orações que são feitas para controlar outras pessoas, sejam elas de boas ou más intenções, porque Deus não trabalha para superar nosso livre arbítrio. No entanto, os demônios intervirão para realizar aquilo que é pedido, ser for para o benefício deles, e poderão ganhar acesso por causa do intento daquele que está orando. Essa transferência de acesso dos homens aos espíritos é a base de grande parte do ataque demoníaco.
Lembre-se sempre que a autoridade, dada por Deus ao crente, é sobre as potestades do ar e nunca sobre os outros homens ou suas vontades. O crente é chamado para combater as forças invisíveis, mas para trazer libertação aos seus irmãos. O propósito constante de Satanás é a subjugação da vontade humana a si mesmo; o propósito de Deus é a total libertação da vontade para que o espírito liberto, por meio da feliz aquiescência na vontade divina, possa glorificar seu Criador. O controle humano da vontade de outra pessoa conforme manifestado na hipnose, etc., é obtido por meio do ocultismo em conjunção com espíritos malignos, e é ilícito para o cristão, como é a magia, que é diretamente proibida na Bíblia.
O cristão tem o direito de reivindicar a proteção de Deus contra todas as maldições e encantamentos. Quebrar todas as maldições no nome de Jesus é a chave, em muitos casos, na superação dos ataques demoníacos que pareceriam não ter nenhuma base remanescente de acesso. Os resultados das maldições atuais ou antigas podem trazer perdas financeiras, problemas de saúde, instabilidade emocional, divisão no lar e muitos outros tipos de problemas. Entretanto, Jesus Cristo já obteve a vitória sobre Satanás e sobre todas as forças da impiedade, e em seu nome todas as maldições podem ser quebradas e seus efeitos eliminados:
“Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.”
João 8:36
Para libertação da família, a seguinte oração e afirmação deve ser feita ao membro rebelde:
“Como um filho de Deus, resgatado pelo precioso sangue do Senhor Jesus Cristo, eu aqui e agora renuncio e repudio todos os pecados de meus antepassados. Tendo sido libertado do reino das trevas e transportado para o reino do Filho do amor de Deus, cancelo todas as operações demoníacas que foram passadas para mim, ou por meio de mim aos meus descendentes, a partir dos meus antepassados. Tendo sido crucificado com Jesus Cristo e gerado para caminhar em novidade de vida, cancelo todas as maldições que foram colocadas sobre mim e sobre meus descendentes. Anuncio a Satanás e a todas as suas forças que Cristo tornou-se uma maldição por mim e por minha família quando foi cravado na cruz. Tendo sido crucificado e ressuscitado com Cristo e assentando-me com ele nos lugares celestiais, declaro que pertenço e estou eterna e completamente comprometido com o Senhor Jesus Cristo. Faço tudo isso no poder e na autoridade do nome do Senhor Jesus Cristo. Amém.”
Que Jesus nos Livre das garras de Satanás e seus Demônios.
Pr Gerson Oliveira
Fonte:Espada do Espirito.