“Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns.”

Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns.” Hb 10.25
O autor da carta aos hebreus é enfático em dizer que o crente não deve deixar de ir à igreja. A integração com outros crentes é ordem divina. Mas, por que a igreja é necessária? É necessária para organizar a vida dos crentes (1Co 14.33); para o crescimento do cristão, através da comunhão, adoração e ensino; para que ele desenvolva os seus dons no serviço cristão (1Co 12.14-27); e para mantermos acesa nossa chama espiritual.
Segundo as Escrituras temos que nos congregar pelos seguintes motivos:

1. Por causa do dono. Deus é a razão que temos para frequentar a igreja (Sl 84.1-4).
2. Por causa dos meus irmãos. As pessoas que fazem parte da igreja foram escolhidas por Deus (1Co 1.26-30). As igrejas do Novo Testamento produziram uma revolução social: judeus e gentios, homens e mulheres, escravos e livres, todos congregados por causa de Jesus.
3. Por causa dos perdidos. A igreja existe para alcançar e acolher os de fora. A principal razão para que uma igreja seja unida e trabalhe é alcançar o seu bairro, cidade e o mundo.
4. Por causa das suas necessidades. Não é possível ser crente isolado da comunhão da igreja. Ela foi criada por Deus para suprir as necessidades dos cristãos. Toda ovelha precisa ser pastoreada (Hb. 13.7 e 17), precisa de aprisco e da companhia de outras ovelhas.
5. Por que o Reino de Deus na presente dispensação é representado pela Igreja de Cristo, e Jesus disse em João 16:
18 "Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;
19 E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus."
Se temos que seguir Jesus para ser salvos verdadeiramente, então temos que demonstrar o nosso amor ao Pai Eterno, estando juntos em comunhão
e oraçao para vencermos os grandes desafios de um mundo cheio de inversão de valores e controvérsias para alcançarmos a verdadeira, boa, agradável
e perfeita vontade do Deus.

Pr Gerson Oliveira